CONTACTE-NOS: 214 146 393geral@clinicacabralbarreto.pt

Clínica Dr. Cabral Barreto

Hiperidrose

O suor é produzido pelas glândulas sudoríparas do corpo que se situam em maior quantidade nas axilas, palmas das mãos, plantas dos pés e zonas pilosas.

Hiperidrose é o nome que se dá à transpiração excessiva. Quando surge numa pessoa «saudável» e sem a ocorrência de um estímulo evidente, como por exemplo a atividade física, o calor ou o stress, chama-se hiperidrose primária.

Pode ser um distúrbio generalizado de todo o corpo mas mais frequentemente é localizado, afetando as axilas e/ou as palmas das mãos
e/ou as plantas dos pés.

Porque surge a hiperidrose?

A hiperidrose pode ter várias causas (hiperidrose secundária) que neste caso necessitam de ser tratadas previamente, como alterações hormonais, infeções, neoplasias, doenças neurológicas ou reações a medicamentos, entre outros. Na hiperidrose primária, mesmo após um estudo exaustivo, não se encontra nenhuma causa para que justifique a transpiração excessiva. Não se sabe porque aparece mas afeta acima de tudo pessoas jovens. Os pacientes produzem enormes quantidades de suor em minutos, o que causa transtornos importantes na vida quotidiana. Um problema que surge frequentemente associado à transpiração é o odor forte, o que pode ser dramático.

Como tratamos a hiperidrose?

A toxina botulínica (Botox), ao impedir a transpiração, permite alcançar excelentes resultados no controle da transpiração em excesso com efeitos secundários quase nulos. Ao contrário das rugas de expressão, o Botox não se coloca no interior do músculo mas sim na pele, onde estão localizadas as glândulas sudoríparas. O tratamento do excesso de transpiração é simples, rápido e não causa dores. O efeito é máximo ao final da terceira semana e a maior parte dos pacientes faz uma aplicação anual, assistindo-se, com o tempo, a uma duração maior do efeito. Alguns casos mais graves de excesso de transpiração necessitam de tratamento cirúrgico específico.